segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Natália

Do ventre seco, do âmago do lírio, fez-se ela.
Do farfalhar do virar de páginas de um livro de poesia,
e de todos os sorrisos, fez-se ela.
Do martírio, do néctar da vida, do gosto pela relva
Do vento que transforma a estática folha em verde real, fez-se ela.

Do corte vivo, do sangue ardente,
da profundez e da leveza da navalha
Ela se fez.
Do abraço quente num dia frio,
E do coração frio num dia quente
Fez-se ela.

De cada gesto e palavra de amor,
De cada cutucar no ombro oposto,
Das profundezas de cada vontade superficial,
Ela se fez.

Da mais viva das divas,
Da mais alegre das musas,
De todas as mulheres que exalam tons de rosa
Fez-se ela.

Da safira mais azul se fizeram seus olhos,
E do cal mais branco fez-se sua tez.
Foi da vivacidade da luta,
Da boa e da má conduta,
Da liberdade e do amor,
Que se fez Natália.

12 comentários:

César Fernández disse...

Natália é um nome lindo.
Um dia eu ainda vou ter uma namorada chamada Natália! :D

Belo poema colega.
Parabéns!

Abraço.

Gabriel Leite disse...

Eu vou além do comentário do César. Vou ter uma filha chamada Natália! Muito talento.
Parabéns!

CineMusicNews disse...

massa o poema cara parabens

Nathi disse...

gente
me senti quase a musa inspiradora...
pena que meu Natália eh com TH
rs

Som disse...

Parabéns!! Belo poema! Quando o poema é bem feito, sempre é prazeroso de ler.

abraço!
http://somdosom.blogspot.com/

l.Pietro disse...

haehaSHEhAE
Engraçado que meu pai havia acabado de comentar o mesmo
Mais valeu pelo toque e incentivo.

Se nao for de mais quero uma dica.
No seu blog quando alguem vai comentar esta escrito "5 pessoas brincaram" Como vc mudou isso?
Agradeço a resposta desde já.

Abraços.

l.Pietro

Juliana Farias disse...

assim
eu particlarmente nao gosto dessa expressão
"fez-se" "se fez"

ai, não gosto... acho muitoantiguado,muito chato, repetitvo... num gosto não... mas no todo, a intenção do texto tá maneira!
parabéns!
bjos

Helio Sales Jr. disse...

Li a poesia inteira querendo conhecer "ela". Melhor: conhecê-la!
:D
Sabe o que é irônico? Nunca conheci nenhuma Natália na minha vida inteira!
Abraço!
:D

Rafael Filho disse...

Como sempre escrevendo extremamente bem,tem uma mente brilhante.

l.Pietro ? disse...

Bom bom mesmo.
Voce quem escreveu?

Posso ser meio chato, nao utilize o nome da pessoa, meio conservador mas, a poesia da um tom de sensacionalismo, ocultismo, o fato de voce se referir atravez de metaforas da o gosto da pessoa de desvenda-las, torna tudo mais bunito. Nao seii até pq nao so ngm mais eh um coment.
abrx

http://inimigosocial.blogspot.com

l.Pietro

Patricia disse...

lindo! haha

tens um bom vocabulário

bjao

...na Lua... disse...

Eu sempre me pergunto de onde vêm esses nomes ou de onde vêm essas musas inspiradoras.
Já ouvi uma bela canção, parecida com este poema, chamada Teresa. É de uma banda alternativa.
Espero q um dia façam uma poema chamado Luana!

=D