quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Uma Visão

Andei triste pelas ruas
Achando que nada valia a pena.
Até prestar atenção no meu silêncio
Enquanto do outro lado da rua
Sozinho,
Sujo
E solitário,
Um mendigo deitado
Sustentava o som de um assovio em sustenido.

11 comentários:

Jéssica Torres disse...

Nossa! Lindo demais!
não tenho nem o que comentar!
Só parabéns por mais belas que as palavras ser a o significado destas!

O vento disse...

Muito legal mesmo.

Abraço.

Wilton Paulo da Silva disse...

Muito show. Parabéns.

Um abraço.

H disse...

legal.
quase um bandeira.

aajuhuaha.

um paraíso perdido

Flá Romani disse...

Profundas palavras heim....

FELIZ ANO NOVO ^^

JN disse...

Gostei da parte 'Um mendigo deitado
Sustentava o som de um assovio em sustenido.'

:}

Adorei o título do blog :*

Taisa Mendes disse...

Mmuuuuuuuuuuiiiiito Lindo!!!
Adorei o blog
Se estiver afim de parcerias
Deixa um recado no meublog
Bjs

http://poemaseoutrascoisitasmais.blogspot.com/

Alessandra disse...

hoje olhando pela janela do ônibus passei por três mendigos, distribuídos em diferentes ruas da cidade. ao redor de cada um deles, circulavam várias pessoas, na corrida do dia-a-dia, quase sem perceber a miséria que deitava aos seus pés. fiquei um pouco assustada com a indiferença que nós assumimos, e com a qual nos defendemos, diante desses que nos mostram um outro lado da realidade. grata surpresa encontrar tua poesia juatamente hoje e perceber que nem todo mundo "finge que não vê". abraço garoto! e que em 2008 tuas palavras continuem surpreendendo!

FALSA REALIDADE disse...

foda.....
somente quando td se cala, conseguimos realmente ouvir esse tipo de coisa

www.falsarealidade.blogspot.com

Maiara Mascarenhas disse...

Pleno!

Bárbara Chantal disse...

Mtu bonito isso, vc podia postar com mais frequencia!