segunda-feira, 26 de maio de 2008

Sobre ventos, abraços e beijos

A brise mais bela é a que não se sente.
O amor mais belo é o que não se proclama.
O melhor abraço é o que é mais quente.
O melhor dos beijos é o de quem ama.

8 comentários:

Daniel disse...

uma poesia simultenea e sincreticamente concretista, parnasiana e romântica! impressionante...

Layelle disse...

ahh eu lembro desse...!!!
seu frango idiota que escreve coisas lindas!!
saudadess

simone disse...

beijos de quem se ama....aimnnnnnnnn.
adorei seu blog.o meu é novo, meu segundo.passa lá...
bjus.

Luna disse...

Adorei o amor que não se proclama. Tão triste...

do Ricardinho Dias Gomes disse...

muito bonito o jeito que vc escreve.
legal....agora vou te fazer um convite:

TVariedades apresenta:
"A PRIMEIRA ESTRELA DA NOITE NO CAMINHO DE DOM FELICIANO"

hoje (29/05) o 3º capitulo, se você perdeu algum, vasculhe estão todos lá.
ah, contribua p/ um andamento melhor da historia...deixe seu comentario e sua sugestão.

http://tvariedades.blogspot.com/

ESTAMOS AGUARDANDO SUA VISITA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Raphael Alves disse...

mt bonita a poesia e o melhor de facil entendimento! adoro quando a escrita e facil mas com conteudo


um abraço!

simple_chi! disse...

que liiiiindo!! vou por no meu orkut tah? =D

Pierre disse...

Muito Boa...
Rápida, prática e facil de entender... xD

------------------------------------------------
http://ogrobo71.blogspot.com/
BLOG ATUALIZADO !!!

*Lanche Indigesto
*Entenda seu sonho
*Acredite se quiser

[A PROCURA DE NOVAS PARCERIAS]

Abç's !